Orfium – Nova plataforma de música combina recursos de Soundcloud, Beatport e Facebook

Há poucas semanas, após um longo período na fase beta, foi lançada uma nova plataforma para compartilhar, divulgar e vender downloads de música independente. O serviço promete inovar o mercado musical com uma política diferenciada na forma de pagamento aos artistas, que recebem supostamente admiráveis 80% do valor de venda e prometem que em breve será praticada também a remuneração por streamings e remixes.

O novo sistema foi batizado como Orfium, certamente baseado na lenda de Orfeus, o músico e poeta mais talentoso da Grécia; filho da musa Calíope com o deus Apolo nas versões mais comuns da lenda; ou de Calíope com o rei da Trácia, Éagro, em outras. (Isso até o Neil Gaiman mudar toda a mitologia, atribuindo a paternidade de Orfeu à Morpheus, mais conhecido como Sandman dos perpétuos.) Mitos clássicos à parte, a maioria dos artistas que se cadastraram na nova plataforma parece ainda não ter encontrado as suas próprias musas, já que a grande parte das faixas disponíveis em quase todos os estilos, soa bem pouco inspirada!

Isso nos leva ao mecanismo de busca de música, que segue uns critérios bem peculiares, não se limitando à um índice de estilos, classificados como  “categorias” – sendo que o Electronic/EDM (EDM não é eletrônico?) é o que oferecia mais faixas; quando me inscrevi, estavam em torno de 70 mil músicas, quase dez vezes mais que a segunda categoria com mais músicas, o Hip Hop/Rap.

orfium_estilos

De cara pesquisei um subgênero obscuro  que conheço relativamente bem desde o início dos anos 80 –  psychobilly, o câncer do rock n roll. Apenas uma banda!  Doublewide, com 7 músicas, sendo que nenhuma jamais tinha sido tocada no player do Orfium, “O Times Played ” para todas. E não tinha nada de psychobilly no som ou no visual dos caras da banda, que nem se deram ao trabalho de ouvir suas faixas como teste. Certo, vamos pesquisar um som mais atual e menos obscuro.

Minha segunda pesquisa foi com um estilo de dance music eletrônica mais pesada e tipicamente holandesa- o Hardstyle. O primeiro resultado é um produtor chamado Damz; e de novo, nada a ver com o que eu tinha em mente. Hardstyle é baseado acima de tudo num bumbo denso e distorcido a 150 BPMs, e o que encontrei foi uma série de faixas de sintetizadores solo sem batidas.

moods

Como a busca por gênero foi bem decepcionante, arrisquei a pesquisa por moods (humores), um critério que funciona para muitos DJs, mas que não me seduz muito, acho que definir o tipo de sentimento que uma música provoca é subjetivo demais, ainda que aparentemente respeitem um senso comum, com a categoria Calm se alternando com Energetic nas primeiras posições. As clip arts que usaram pra definir cada humor são embaraçosamente não criativas. Mas alguém tinha que fazer o trabalho sujo… tentei um mood agressive , já que tava ficando bem iiritado com o site, e também pra conferir se um humor pode ser definido com tanta precisão. Mas de novo, nada do que eu imaginava, um electro inofensivo, um dubstep com alguns baixos que podem agredir um ou outro ouvinte mais sensível e uns big room house que poderiam muito bem estar nas categorias energetic ou danceable.

nn

Depois de testar e não aprovar muito o modo de pesquisa e os artistas do acervo do Orfium, criei o meu próprio perfil. Essa parte foi bem fácil. Como eu não tinha nenhuma música para uploadar, muito menos um album completo, decidi mandar um DJ set que tinha postado recentemente no Mixcloud. Para minha surpresa, abriu uma janela pedindo que eu identificasse todas as tracks (nem dava, não era uma playlist, de algumas músicas só tirei um loop…) – tudo isso, segundo as normas do site, porque resolveram adotar uma política linha dura com a proteção de direitos autorais, mas com a suposta boa intenção de remunerar até os sons que entrarem em playlists ou DJ sets.  Li e reli as condições e desisti do upload – então por enquanto o meu perfil é só um avatar de um rostinho bonito!

O CEO da empresa Chris Mohoney, deu uma longa entrevista pro site Attack, mas abriu o jogo mesmo foi nas discussões dos foruns de produtores que contestavam a necessidade de apresentar um documento com foto do governo de seu país (RG no nosso caso) para poder receber pelas faixas. Na cabeça da maioria, há um risco enorme de hackearem o banco de dados e todos esses RGs virarem passaporte de terroristas, além do fato de parte dos impostos ficarem retidos no país sede, no caso, USA…

orfium-interface2

O site está num momento de crescimento modesto, fiquei testando por umas 3 semanas e não deslanchou ainda, mas também não estagnou, os uploads continuam, esta havendo alguma repercussão e alguns analistas preveêm que o serviço pode ficar bem relevante no mercado nos próximos dois anos. Mas esses empreendimentos pretensiosos na internet tem vida curta se não chamam a atenção logo nos primeiros meses. De minha parte, torço a favor porque apesar de ainda precisar ser muito lapidado, o conceito do site é realmente inovador.

Niki Nixon

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × quatro =